Soneto do Vinho

Em que reino, em que tempo e sob que silenciosa Conjunção planetária, em que secreto dia Que o mármor não guardou, surgiu a generosa E única inspiração de inventar a alegria? Ah! com outonos de ouro a inventaram. O vinho Vermelho e ardente flui banhando as gerações Como o rio do tempo, e em seu […]